quarta-feira, 10 de outubro de 2018

No seu pescoço - Chimamanda Ngozi Adichie


No seu pescoço é o primeiro livro que leio da autora Chimamanda Ngozi Adichie. Autora Nigeriana que ficou conhecida por seus discursos no TED, uma série de conferências sem fins lucrativos, destinado a discutir ideias que precisam ser discutidas com apresentações curtas até 18 minutos.No TED o seu discurso TODOS devemos ser feministas, deu início a uma série de debates no mundo inteiro, onde a ideia é mostrar que precisamos de um mundo diferente/justo.




Enfim Chimamanda há tempos vem me despertando interesse! Assisti  a sua palestra e fiquei encantada com sua postura, a maneira de se expressar, as ideias que defende! E só pensava: QUE MULHER É ESSA!!!  Virei fã!

A vontade de ler algo dela só aumentava a cada vídeo que via, sim porque depois dessa palestra assisti há várias entrevistas.
Mas não queria ler o livro da palestra, pois o vídeo já foi suficiente. 

Então comecei com No seu pescoço, que pelo que vi foi seu último livro lançado no Brasil (2017).

  

No seu pescoço é um livro de contos, que vão abordar temas como: injustiça, racismo,preconceito, desigualdade de gênero com foco nas dificuldades de ser estrangeiro nos EUA.

Gostei muito dos contos, uma experiência nova, já que não tenho o costume de ler o gênero.

No conto que dá nome ao livro, vamos ter uma história narrada na 2ª pessoa, onde nos vemos como personagem.  Personagem recém chegada aos EUA para estudar, mas que vê seus planos indo por água abaixo quando se vê obrigada a sair da casa de seu tio. Se vê trabalhando, morando sozinha.

No seu trabalho ela conhece um rapaz totalmente diferente dos padrões PRA ELA! Já que ele é branco de olhos claros.

Então acompanhamos a dificuldade desse casal com culturas diferentes, sofrendo todo tipo de preconceito.

Mas o conto que mais me chamou atenção foi Os casamenteiros. Onde conhecemos Chinaze que chega aos EUA pra morar com seu marido. Marido que é fruto de um casamento arranjado e que já mora nos EUA há 10 anos.

E a realidade de contos de fadas que ela esperava encontrar passa longe da que vai viver. Encontra um marido que nega suas raízes e quer que ela também deixe de lado sua cultura para se adaptar a América.

São situações que causam revolta, nojo e desespero! Conseguimos sentir tudo junto com Chinaze.

É um livro super gostoso de se ler. E minha admiração pela autora só cresceu!!!

6 comentários:

  1. Oi Adélia

    nunca li nada dela mas tenho curiosidade!


    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fer quando tiver oportunidade leia, vale a pena! ela é um máximo! bom u achei rsrs
      beijinhos

      Excluir
  2. Oi Adélia.
    Ainda não li nada dela e também não costumo ler contos, mas achei a premissa destes interessante. Vou deixar sua dica anotada.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oii Lia!! eu me interessei por gostar da fala dela, me surpreendi quando vi que o livro era de contos! mas foi uma leitura gostosa!!!
      vale a pena!
      beijinhos

      Excluir
  3. Oi Adélia, tudo bem?
    Li Sejamos Todos Feministas e amei, já quero uma nova leitura da Chimamanda. Não sabia que esse livro era de contos, mas lendo sua resenha fiquei interessadíssima. Foi pra lista. ;)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Prih eu levei um susto quando peguei em mãos e vi que era contos... não é um gênero que curta muito! mas foi uma grata surpresa!!!

      Excluir