segunda-feira, 31 de julho de 2017

Eu li - Estação Carandiru...

Estação Carandiru, escrito por Drauzio Varella conta histórias ouvidas pelo médico no período que esteve na Casa de detenção (Carandiru) fazendo um trabalho voluntário de prevenção ao vírus HIV.
Foi um livro que provocou em mim sentimentos que iam de revolta a compaixão!
Adorei a escrita do autor, me fez querer saber mais sobre o assunto, me fez querer ler com muita vontade e ficar passada com o triste fim, com o massacre acontecido em outubro de 92.
Existem vários documentários sobre esse tema, vi alguns e mais uma vez o misto de sentimentos apareceram.
Mais uma leitura que vale a pena! Fica a dica.

Sinopse:

O médico Drauzio Varella relata dez anos de atendimento voluntário na Casa de Detenção de São Paulo, o maior presídio do Brasil, e mostra como um código penal não-escrito organizava o comportamento da população carcerária. Em 1989, o médico Drauzio Varella iniciou na Detenção um trabalho voluntário de prevenção à AIDS. Entre os mais de 7200 presos, conheceu pessoas como Mário Cachorro, Roberto Carlos, Sem-Chance, seu Jeremias, Alfinete, Filósofo, Loreta e seu Luís. Não importava a pena a que tinham sido condenados, todos seguiam um rígido código penal não escrito, criado pela própria população carcerária. Contrariá-lo poderia equivaler à morte. O relato de Drauzio Varella neste livro tem as tonalidades da experiência pessoal: não busca denunciar um sistema prisional antiquado e desumano; expressa uma disposição para tratar com as pessoas caso a caso, mesmo em condições nada propícias à manifestação da individualidade.                  

Um comentário:

  1. Oiiii
    N faz mt meu estilo, mas q bom q vc curtiu a leitura!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir