quarta-feira, 20 de março de 2019

A costureira de Dachau - Mary Chamberlain

Quando li a sinopse de A costureira de Dachau e vi que a história se passa na 2ª Guerra Mundial não tive dúvidas que precisava ler. Já disse que amo histórias que se passa neste triste período da humanidade.

Ada Vaugahan é uma jovem de 19 anos que trabalha em um ateliê como ajudante de costura, ateliê que atende a nata da sociedade de Londres (1939-1945).

Ada tem o dom! Costura como ninguém e seu sonho é ter seu próprio ateliê e criar peças incríveis e cobiçadas pelas damas.
Mas seus planos são deixados de lado ao conhecer Stanilau um jovem que a conquista com toda sua lábia. Apaixonada Ada não resiste ao convite de Stanilau para uma viagem a Paris, mesmo com todos rumores de uma guerra prestes a estourar.

O que Ada não esperava é que Stanilau não é nada do que sonhava. Enganada, abandonada e impedida de voltar para Londres ela vai passar por situações que não chegam perto do que ela planejava para si.

Vai viver 5 anos de cativeiro até ser resgatada, sofrer rejeição da mãe que não aceita tudo que aconteceu , viver a dor de uma perda e tentar começar do zero.

Foi uma leitura diferente do que já li de histórias que se passam nesse período já que Ada passa seus horrores "afastada" dos campos de concentração o que não deixa de ser torturante e cruel.

A linguagem é simples o que torna a leitura fácil e rápida.

O livro não se tornou um queridinho da vida mas QUE NERVOSO foi acompanhar seu sofrimento durante a guerra e que desespero foi ver o rumo que estava tomando pós guerra!!! 


 Onde me achar:

Insta: @adeliadaniela
twitter: @adeliadaniela
Skoob: Adélia Daniela (  https://www.skoob.com.br/usuario/300714-de)

Beijinhos.

segunda-feira, 18 de março de 2019

Holocausto Brasileiro - Daniela Arbex

No ano passado participei do Desafio da Biblioteca e um dos desafios era a leitura obrigatória de Holocausto Brasileiro vida, genocídio e 60 mil mortes no maior hospício do Brasil, da jornalista Daniela Arbex.

Já havia algum tempo que queria ler, desde que vi o vídeo da Grazi do canal Adoro um livro falando sobre, este livro está na minha lista.


Quando pensamos em HOLOCAUSTO, sempre lembramos na crueldade cometida contra judeus na Segunda Guerra Mundial, nem lembramos que ciganos, homossexuais também foram perseguidos.
Enfim! Pra meu total espanto, descobri com essa leitura que aqui no Brasil, mais precisamente em Barbacena (MG) no maior hospício do Brasil , eram cometidos todo tipo de crueldade com pessoas que na teoria deveria estar ali para serem ajudadas.

Pra causar mais revolta, muitas dessas pessoas eram jogadas ali somente porque fizeram algo que incomodou pessoas com grande poder aquisitivo. Epiléticos, alcoólatras, homossexuais, prostitutas que não tinham nenhum diagnóstico de doença mental entravam ali e ali permaneciam para serem silenciados.

Não se tinha o mínimo de estrutura para abrigar tanta gente. ERA UM LIXO!!!

Conforme a leitura avança a revolta aumenta, pois fica claro  que toda essa barbárie era de conhecimento não só de funcionários ( que se omitiam) mas de toda sociedade..

 São relatos e imagens fortes, tem que ter estômago!! Existe o documentário que ainda não assisti e confesso que não quero ver, acho que é algo que irá mexer ainda mais comigo mas apesar de ser uma leitura que mexe com nossas estruturas é super válida e acredito que OBRIGATÓRIA para que esse tipo de crueldade não volte a acontecer.

 Onde me achar:

Insta: @adeliadaniela
twitter: @adeliadaniela
Skoob: Adélia Daniela (  https://www.skoob.com.br/usuario/300714-de)

Beijinhos.

sexta-feira, 15 de março de 2019

À Caça de Harry Winston - Lauren Weisberger

À caça de Harry Winston foi mais um livro que  comprei no sebo de Franca e comprei por ver que a autora Lauren Weisberger é a mesma de O diabo veste Prada, que li e gostei. A leitura é leve com narrativa simples uma ótima pedida pra maratonas literárias.

Aqui vamos conhecer três amigas há mais de uma década: Adriana, Emmy e Leigh.

Adriana é brasileira, vive do dinheiro da família, é linda, sexy e usa de seus atributos pra conseguir o homem que quer.

Emmy é a mais tranquila, que sonha em casar, ter filhos e já tem o homem dos sonhos.

Leigh é a mais centrada, vida profissional indo de vento e poupa, relacionamento estável com um cara bacana.

Depois de reviravoltas na vida das três, mexendo naquilo que elas acreditavam ser o certo, que daria certo pro resto da vida elas resolvem fazer uma aposta  que irão tirá-las da sua zona de conforto, tendo que passar a ter comportamentos que jamais tiveram e não teria se não fosse por essa aposta.

Adicionar legenda
O bacana é ver a amizade das três mesmo com tanta diferenças de estilos e comportamentos se tornando mais forte em um momento de crise.

Vi algumas resenhas abordando o fato de Adriana ser muito estereotipada, que suas atitudes reforça a ideia de que "nós" brasileiras somos fáceis e servimos pra uma coisa só. Eu durante a leitura confesso que nem me liguei pra isso e vendo resenhas achei um certo exagero, já que pra mim Adriana é uma mulher divertida, de bem com a vida e que aproveita o que tem já que sabe o que quer.



É um chick-lit gostosinho pra ler e relaxar, sem ter que pensar demais e esperar tirar ALTAS REFLEXÕES o que é bom também!!! Durante a leitura me lembrei muito de Sexy and City, as características das personagens Emmy, Leigh e Adriana em alguns momentos me lembraram a série. 


 Onde me achar:

Insta: @adeliadaniela
twitter: @adeliadaniela
Skoob: Adélia Daniela (  https://www.skoob.com.br/usuario/300714-de)