segunda-feira, 5 de novembro de 2018

O sol também se levanta - Ernest Hemingway

O sol também se levanta (1926) é um dos livros que ganhei em sorteios deste ano. Ele é um livro que está na lista de livros do 1001 livros pra ler antes de morrer, então estava mega empolgada pra realizar a leitura.
 Sabendo que o Ernest Hemingway (1899-1961) é bem renomado e com alguns prêmios já fiquei com medo porém é um livro de leitura fácil, já que a linguagem é simples, fluida,cheia de diálogos e quase não se vê parágrafos.

Em o Sol também se levanta vamos conhecer a vida dos amigos Jakes Barnes, Lady Brett, Robert Cohn e Mike Campbell, expatriadas norte-americanos e  ingleses que vivem em Paris e Pamplona levando uma   vida regada de muita bebedeira e festa. A história se passa depois da 2ª Guerra Mundial.

Como disse tinha muitas expectativas com essa obra, já que vi alguns relatos com a promessa de encontrarmos na leitura um pouco da vida pessoal de Ernest e de lermos também um pouco de uma geração contaminada pela ironia e vazia de sentimentos. Concordo quanto aos personagens serem vazios e cheios de ironia mas não achei complexos como vi também que seriam.

Sinceramente achei uma leitura muito fraca, tendo em vida de todo discurso em cima dessa obra e do autor.Um livro que trata de conflitos pessoais? Também não vi isso. Pra mim foi só uma narrativa de um cotidiano bem comum pra algumas pessoas. Talvez se não soubesse nada da obra e não estivesse cheia de expectativas tivesse gostado, porque a leitura é fácil e por ser de uma linguagem fácil pretendo dar outra chance ao autor com outras obras que são bem conhecidas. Quem sabe me agrade mais!

Fica a dica!
Beijinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário