domingo, 6 de maio de 2018

Caim - José Saramago

Caim foi mais uma obra lida graças a um projeto de leitura conjunta que faço parte. Foi a leitura de JANEIRO!! Sei estou mega atrasada, mas a leitura foi realizada no mês certo.

16 de novembro de 1922 - 18 de junho de 2010
José Saramago, autor da obra, é um importante autor português que possui alguns prêmios muito importantes: Prêmio Nobel da Literatura, Prêmio Camões entre outros.
Passou por várias fases como autor: poesia, teatro, crônicas e romance. Pelo que vi tem 24 obras, somente pela leitura dos títulos reconheci 3:
- O Evangelho Segundo Jesus Cristo
- Caim (lido)
- Ensaio sobre a cegueira ( acredito que seja seu livro mais falado)





E o que dizer de CAIM!?

Eu gostei bastante da ideia do autor! Houve discussões no grupo sobre a maneira e o tema abordado. Porque de uma certa forma incomoda!
Durante a leitura lembro de ter pensado:
- Coloca sua fé em cheque!!!
E por que?

Porque José Saramago fala de importantes passagens da Bíblia, confrontando/questionando a existência de Deus. Se Deus existe como é possível acontecer tantos males? SERÁ QUE DEUS NÃO VÊ O QUE ACONTECE?


CAIM nosso personagem principal reconhece que pecou ao matar seu irmão, reconhece seu erro. É Caim que irá presenciar os principais males que são falados na Bíblia é ele também que irá levantar questões como:
- Como Deus sendo tão bondoso permitiu a morte de inocentes ao colocar fogo em Sodoma E Gomorra?

A todo instante faz observações  que Deus não é tão bom assim, já que permitiu  que maldades acontecessem ( sempre com foco nas passagens bíblicas mais obscuras do Antigo Testamento).

No começo confesso que fiquei concordando com os questionamentos levantados, depois passei a ler sem me deixar abater e curti a leitura levando em conta que é somente uma obra que IRONIZA o assunto e diga-se de passagem ironiza muito bem!

Caim é um livro curto, porém POLÊMICO!

Fiz a leitura pelo app do kindle ( no celular mesmo), por possuir poucas páginas (182) e um tema intrigante a leitura foi rápida.

No geral acho que foi uma leitura bastante válida, gostei, não é um livro que ganhou meu coração mas tem uma ideia interessante. Acho que vale a pena ler sim pra que você tire suas conclusões, VÁ COM A MENTE ABERTA!

Hoje na Amazon o livro Caim está por R$24,26 ( lugar mais barato pelas minhas pesquisas):

FICA A DICA!

Sinopse original:

Neste romance, o vencedor do prêmio Nobel José Saramago reconta episódios bíblicos do Velho Testamento sob o ponto de vista de Caim, que, depois de assassinar seu irmão, trava um incomum acordo com Deus e parte numa jornada que o levará do jardim do Éden aos mais recônditos confins da criação.

Se, em O Evangelho segundo Jesus Cristo, José Saramago nos deu sua visão do Novo Testamento, neste Caim ele se volta aos primeiros livros da Bíblia, do Éden ao dilúvio, imprimindo ao Antigo Testamento a música e o humor refinado que marcam sua obra. Num itinerário heterodoxo, Saramago percorre cidades decadentes e estábulos, palácios de tiranos e campos de batalha, conforme o leitor acompanha uma guerra secular, e de certo modo involuntária, entre criador e criatura. No trajeto, o leitor revisitará episódios bíblicos conhecidos, mas sob uma perspectiva inteiramente diferente.
Para atravessar esse caminho árido, um deus às turras com a própria administração colocará Caim, assassino do irmão Abel e primogênito de Adão e Eva, num altivo jegue, e caberá à dupla encontrar o rumo entre as armadilhas do tempo que insistem em atraí-los. A Caim, que leva a marca do senhor na testa e portanto está protegido das iniquidades do homem, resta aceitar o destino amargo e compactuar com o criador, a quem não reserva o melhor dos julgamentos. Tal como o diabo de O Evangelho, o deus que o leitor encontra aqui não é o habitual dos sermões: ao reinventar o Antigo Testamento, Saramago recria também seus principais protagonistas, dando a eles uma roupagem ao mesmo tempo complexa e irônica, cujo tom de farsa da narrativa só faz por acentuar.
A volta aos temas religiosos serve, também, para destacar o que há de moderno e surpreendente na prosa de Saramago: aqui, a capacidade de tornar nova uma história que conhecemos de cabo a rabo, revelando com mordacidade o que se esconde nas frestas dessas antigas lendas. Munido de ferina veia humorística, Saramago narra uma estranha guerra entre o homem e o senhor. Mais que isso, investiga a fundo as possibilidades narrativas da Bíblia, demonstrando novamente que, ao recontar o mito e confrontar a tradição, o bom autor volta à superfície com uma história tão atual e relevante quanto se pode ser.


Nenhum comentário:

Postar um comentário