quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Eu li - A jornada de Ruth....

A jornada de Ruth é o livro que conta a história de Ruth, mais conhecida como Mamy, uma das personagens mais amadas de E o vento levou. 

Pois é! Eu sempre amei o filme e o vento levou e desde que descobri a existência desse livro fiquei louca para adquiri-lo e na Black Friday comprei.

O livro foi escrito pelo autor Donald McCaig e publicado pela editora Record numa edição belissíma, a capa tem uma textura diferente, tipo borracha, não sei explicar! Mas sei dizer que é linda linda!
Donald McCaig foi escolhido a dedo pela família de Margaret Mitchell para dar vida a história de Ruth, fazendo esse trabalho maravilhosamente bem! 

A história de Ruth nos é apresentada, desde ela ainda criança em São Domingos, colônia francesa que hoje é o Haiti. Nessa época, o lugar era marcado por conflitos onde os negros estavam em busca de liberdade e de igualdade de direitos. E é nesse cenário de revolução que Ruth é encontrada pelo capitão Augustin, que a encontra sozinha depois de sua família ser alvo de um ataque cruel, sendo Ruth a única sobrevivente.

Ao vê-la linda, negra ele tem a certeza que sua esposa Solange irá adorar sua companhia, e a leva pra casa.

Solange vai adorar Ruth, nome dada pela própria Solange. A partir daí vamos acompanhar a vida de Ruth ao lado de Solange, ela conhecendo o amor, sofrendo perdas incosoláveis.

O mais legal, principalmente pra quem já conhece E o vento levou, é ver Ruth estando presente desde o nascimento de Ellen, até seu casamento com O'hara  e o nascimento de suas filhas entre elas Scarlett O'hara principal personagem de E o vento levou.

Pra quem não leu E o vento levou, consegue ler e entender completamente a história, mas o legal é conhecer antes, pois durante a leitura muitos personagens importantes  de E o vento levou nos é apresentado aqui, e muita coisa é explicada.

Um ponto importante a ser destacada é a linha de tempo encontrado em A jornada de Ruth, que se passa desde as Revoluções em São domingos, com Ruth ainda criança, até o começo da Guerra Civil nos Estados Unidos (ponto de partida de E o vento levou).

Eu adorei a história, se tornou um queridinho da vida!!! SUPER INDICO!

Sinopse:

A emocionante história de um dos personagens mais amados da literatura: Mammy, de E o vento levou.
Em São Domingos, colônia francesa consumida pelas chamas da revolução, um ataque cruel deixa um único sobrevivente — uma linda garotinha negra. O capitão Augustin Fornier a encontra, leva-a para casa e fica satisfeito ao ver que sua esposa, Solange, se encanta imediatamente pela menina que decidiram chamar de Ruth. 
Ao fugirem da ilha, os Forniers levam a criança e começam uma vida nova na cidade americana de Savannah, e Ruth é para Solange companhia, ombro amigo — e escrava. No auge da mocidade, Ruth experimenta o amor, o matrimônio e a maternidade — assim como perdas e traumas indescritíveis. 
Quando Solange dá à luz uma filha, Ellen, é Ruth — agora Mammy — quem cria, educa e protege a criança, permanecendo a seu lado todo o tempo. Quando Ellen se casa com o irlandês Gerald O’Hara, leva Ruth a Tara, uma fazenda de algodão no interior da Geórgia, e a um novo capítulo de sua vida com uma nova geração de meninas O’Hara. Todos apreciam a hospitalidade de Tara — especialmente os rapazes locais, quando a filha mais velha e rebelde de Ellen, Scarlett, cresce e se transforma em uma bela jovem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário